Pesquisar

Newsletter



Ano de 2000

Relatório de Actividades da Direcção da SPD referente ao ano 2000

No ano de 2000, as nossas actividades centraram-se na realização do 4º Congresso Português de Diabetes, na cidade do Funchal, na estruturação do secretariado, na angariação de suportes, na continuação de colaboração com o Ministério da Saúde no âmbito do Programa de Controlo da Diabetes Mellitus, na elaboração de um projecto de revisão dos estatutos e no lançamento dos grupos de estudo.

1 - Sócios

A SPD atingiu os 680 sócios - 506 sócios efectivos,171 sócios agregados e 3 sócios honorários, tendo-se demitido 3 sócios durante o ano de 2000. Na Madeira inscreveram-se 40 novos sócios e desde aí já se inscreveram mais 16 sócios.

A proposição feita às empresas da indústria farmacêutica para se tornarem sócios beneméritos permitiu atingir 5 sócios de Ouro e 8 sócios de Platina. Pensamos ter sido uma importante medida no sentido de disponibilizar verbas que permitirão um melhor funcionamento do secretariado e uma maior disponibilidade para apoios aos grupos de trabalho, projectos de estudo ou outras iniciativas consideradas oportunas.

2 - Actividades a nível nacional

2.1 - 4º Congresso Português de Diabetes.

No ano que decorreu teve lugar o 4º Congresso Português de Diabetes. Cerca de 1100 congressistas (incluindo acompanhantes) foi o número de inscritos. Um programa científico que abrangia um leque de conferencistas internacionais de renome internacional entre os quais o Prof. Paul Zimmet, o Prof. Jean Philipe Assal e o Prof.Thomas Buchanan, e um conjunto de simpósios diversificados mas de grande actualidade, conseguiu uma enorme participação nas sessões e uma aprovação unânime dos congressistas. A participação das Sociedades de Cardiologia, de Endocrinologia, de Medicina Interna, de Nefrologia e de Sexologia através dos seus Presidentes tornou-se um marco na procura de um relacionamento alargado entre todos aqueles que lidam com doentes diabéticos. A Direcção não pode deixar de, neste relatório mais uma vez agradecer e aplaudir o enorme trabalho da Comissão Organizadora. Este congresso mostrou bem o interesse pela Diabetologia em Portugal e o dinamismo que a nossa Sociedade pode adquirir.

2.2 - Relações com o Ministério da Saúde.

A participação na Comissão Nacional de Acompanhamento do Programa Nacional de Controlo da Diabetes Mellitus e no Grupo Gestor do mesmo, com reuniões quase mensais de cada um, fez-se através do Presidente e do Secretário Geral. Embora as relações nem sempre tenham sido fáceis houve da nossa parte uma intenção permanente de manter uma colaboração séria que tivesse em conta as nossas preocupações com a melhoria das condições de assistência e de vida dos diabéticos.

A nossa primeira preocupação foi a de tornar extensivo a todos os sub-sistemas a comparticipação das tiras reagentes e a gratuitidade das seringas e lancetas. No final do ano este importante passo foi conseguido.

 

A segunda preocupação foi a de, enquanto parceiro científico do Ministério, implementar sistemas de formação contínua de todos os médicos que seguem diabéticos, através de uma rede de formadores a nível nacional que interligasse os colegas de Clínica Geral com os Colegas de outras Especialidades em cada região. Este objectivo não tem tido a melhor receptividade da parte do Ministério mas esperamos que durante este ano se possam dar importantes passos nesta direcção.

No Grupo Gestor as grandes prioridades, com a nova equipa ministerial, são as de elaborar circulares normativas, pelo que durante o ano se trabalharam as circulares sobre a "Educação terapêutica" e o "Pé diabético". A actualização do Dossier da Diabetes nos respectivos capítulos esteve também em curso. A primeira circular já saiu e a segunda está em vias de sair. Uma circular sobre a nefropatia está em curso de elaboração.

Ainda neste âmbito fomos recebidos pelo Sr. Director Geral de Saúde, a quem expusemos a urgência de adoptar os novos critérios internacionais de diagnóstico e classificação da Diabetes Mellitus após várias tentativas vãs no sentido que a Direcção Geral de Saúde(DGS) incorporasse no Dossier da Diabetes esta nova classificação e critérios de diagnóstico da Diabetes Mellitus propostos pela OMS. Foi-nos dito que se aguardaria por uma reunião ao nível europeu afim de se uniformizarem os critérios. Esta posição, no entanto, não nos impediu de continuarmos a difundir aquele importante documento e a continuar a defender a urgência de o assumir.

A Sociedade está ainda representada no grupo de trabalho sobre "indicadores de avaliação da Diabetes Mellitus" da DGS", pela Prof. Manuela Carvalheiro e pelo Dr. Luís Gardete Correia. Este grupo integrar-se-á no projecto europeu "Health Monitoring Programme - Diabetes


2.3 - Dia Mundial da Diabetes.

Mais uma vez a SPD participou nas comemorações do Dia Mundial da Diabetes, no dia 14 de Novembro. Juntamente com a SPEDM e a APDP organizaram-se as comemorações nacionais que este ano se centralizaram na cidade do Porto. A comissão organizadora local coordenada pelo Dr. Emílio Peres e constítuida pela Dr.ª Isabel Menezes, Dr.ª Fátima Borges e pelo Dr. Celestino Neves levou a cabo uma participada cerimónia, na Casa do Médico, com a participação de Associações de diabéticos e que foi encerrada pelo Sr. Secretário de Estado da Saúde.

Estiveram ainda presentes o Director Geral de Saúde, Prof. J.L.Castanheira e o seu representante no Grupo Gestor, o Dr. Alexandre Diniz. As intervenções aí havidas foram transcritas no nº 5 do Boletim distribuído na própria sessão.

2.4 -Cartas do Presidente, Boletim e página na Internet.

Durante o ano a Direcção manteve, tal como tinha prometido quando foi eleita, uma preocupação em manter todos os sócios informados da sua actividade. Durante o ano 2000 foram enviadas três cartas do Presidente onde se deu notícia das iniciativas e das preocupações da Direcção.

 

Pensamos que é um modelo simples e directo que mantém toda a Sociedade informada. Também a página na Internet - www.spd.pt - deu os primeiros passos.

Todos os documentos da Sociedade estão lá e a comunicação entre os sócios e a Direcção torna-se muito mais fácil. Muitas inscrições na Reunião Anual de Tomar já foram feitas por esta via.

Foram ainda editados dois números do Boletim. Aí foram relatadas as comemorações do Dia Mundial da Diabetes de 1999 em Coimbra e de 2000 no Porto e se fez a divulgação do Relatório do Grupo de Trabalho da OMS sobre a nova classificação e os novos critérios de diagnóstico da Diabetes Mellitus.

2.5 - Patrocínio de Reuniões Científico.

Foram concedidos patrocínios científicos às seguintes reuniões:

- IX Curso pós Graduação de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo do Hospital de Santa Maria (Maio de 2000);
- 4º Curso sobre phpectos práticos da Diabetes Mellitus do IPO do Porto(Maio de 2000);
- V Jornadas do Hospital de S. Gonçalo, Amarante sobre Diabetes(Outubro de 2000);
- 4º Simpósio Internacional - Metformina, Porto (Outubro2000);
- VIII Jornadas de Diabetologia do Sul e Ilhas, Beja (Outubro2000);
- II Jornadas de Medicina Nuclear do Hospital Garcia d' Orta (Novembro de 2000).

2.6 -Atribuição de Bolsas e Prémios.

Continuou-se a proceder à entrega da Bolsa Eli Lilly aos dois diabéticos que ainda têm direito à sua concessão.

Procedeu-se pela primeira vez à entrega da Bolsa Bayer, no valor de quinhentos mil escudos, aos Srs. Enfermeiros Sara Pinto, Alcinda Ramos e Manuel Cardoso, pela sua deslocação e trabalho de investigação junto da Universidade Autónoma de Barcelona.

Por proposta da Novartis foi criado o prémio anual SPD/Novartis para trabalhos originais de investigação em Diabetologia, no valor de um milhão e quinhentos mil escudos.

Para este primeiro ano só houve um concorrente, com o trabalho, dos Drs. João Raposo, Paula Macedo e Valeriano Leite, intitulado "Hepatic insulin sensitizing substance action is contolled by insulin and by feeding and fasting".

Foi ainda criado o prémio Sá Marques/ Novartis a atribuir a trabalhos na área da Diabetologia, apresentados em reuniões nacionais e em que a SPD terá de nomear um elemento do júri, como seu representante. Já na Reunião Anual da Sociedade Portuguesa Endocrinologia Diabetes e Metabolismo foi entregue pela primeira vez o prémio aos Drs. Silva Nunes e colaboradores (também membros da nossa Sociedade) pelo trabalho "Mutação P519L do gene do factor nuclear hepático tipo1-alfa: um caso raro de MODY3".

 

2.7 -Elaboração do projecto de revisão de estatutos.

O projecto de revisão dos estatutos teve duas preocupações principais.
Em primeiro lugar a adequação dos estatutos à realidade, com o fim da separação dos sócios efectivos e agregados. Em segundo lugar a simplificação e modernização dos estatutos.

2.8 -Grupos de trabalho

Embora tenha sido sempre uma das prioridades a dinamização dos grupos de trabalho tem sido difícil a sua implementação por iniciativa dos sócios. Nesse sentido a Direcção decidiu nomear sócios para elaborarem propostas de funcionamento e de objectivos de alguns temas considerados prioritários.

Para o "Pé Diabético" a Dra Beatriz Serra, para a " Diabetes e Gravidez" o Dr. Tiago Rocha, para "Diabetes e HTA" o Dr. Rui Duarte e para a "Epidemiologia da Diabetes" o Dr. Fernando Rodrigues. Entretanto outros colegas tencionam dinamizar vários grupos - Terapêutica de substituição hormonal pela Dra Elizabete Geraldes e Nefropatia Diabética e transplantes pela Dra Margarida Bastos.

A todos pedimos que façam chegar as propostas e meios de contactos para que os sócios interessados os possam contactar. Dentro das suas possibilidades a Direcção disponibilizará todos os meios necessários ao seu funcionamento nomeadamente na página da Internet.

2.9 - Preparação do 5º Congresso Português de Diabetes.

Após a decisão na última Assembleia Geral da nomeação do Dr. Eurico Gomes para Presidente da Comissão Organizadora iniciaram-se os primeiros passos necessários à prossecução do mesmo. A Comissão Organizadora será ainda constituída pelos Drs. José Manuel Boavida, em representação da Direcção, Estevão Pape, Mário Lázaro, Elsa Pina, Carlos Godinho, Maria José Grade e Madalena Lemos.

Decidiu-se entregar o secretariado do Congresso a uma empresa internacional experiente, KIT, e vai ser distribuído brevemente o primeiro anúncio do Congresso já marcado para 20, 21 22 de Março de 2002 , em Vilamoura. Entre os convidados internacionais já se garantiu a presença do Prof. Pierre Lefèbvre (Presidente Eleito da IDF), Ele Ferranini, Eberhard Standl e Décio Eizirik.

3 - Actividades a nível internacional

A Sociedade fez-se representar na Assembleia Geral da IDF pelo seu Presidente.

Esta Assembleia decorreu na Cidade do México em Novembro e aí foi eleito o novo Presidente, o Prof. Pierre Lefèbvre.

Aquando da visita da Presidente Maria L. de Alva a Portugal, para inauguração das novas instalações da APDP, teve a Sociedade oportunidade de trocar impressões sobre as principais questões com que a IDF se debate a nível internacional, nomeadamente sobre as relações com as associações de doentes, com a OMS e ainda sobre o financiamento da investigação na área da diabetes.


Ao nível da IDF/Europa houve em 8-10 de Julho, em Brijuni, a Reunião Anual do Conselho da IDF/Europa e encontro "Together we are Stronger-2000", onde esteve em representação da Sociedade o Dr. António Jorge Barroso.

A Prof. Manuela Carvalheiro representou a Sociedade no European Forum on Prevention of Coronary Heart Disease in Clinical Practice - Southern Europe Follow -up Meeting que decorreu em Barcelona, em 10/11 de Junho onde se discutiram projectos de coordenação entre diferentes sociedades científicas nacionais e europeias (European Atherosclerosis Society, European Society of Cardiology e European Society of Hypertension) no campo da intervenção na área da prevenção da aterosclerose.

 

Demonstração de Resultados

SALDOS DE 1999

Depósitos à Ordem

13.071.241

Esc.

Total

13.071.241

Esc.


RECEITAS DESPESAS
Receitas do Congresso da Madeira
8.798.015
Esc.
 
8.798.015
Esc.
 
Bolsas
  Bolsa Bayer
500.000
Esc.
  Bolsa Lilly
710.000
Esc.
 
Quotizações
  Associados
48.900
Esc.
  Sócios
6.600.000
Esc.
Juros Obtidos
194.825
Esc.
 
     
Total das Receitas
16.851.740
Esc.
Reuniões da Direcção
391.249
Esc.
Secretariado
869.712
Esc.
Despesas de Notariado
6.000
Esc.
Despesas de Representação
96.890
Esc.
Despesas Com Pessoal
434.000
Esc.
Deslocações ao Estrangeiro
341.573
Esc.
Quotizações
153.574
Esc.
Bolsas de Estudo Lilly
710.000
Esc.
Bolsas de Estudo Bayer
498.000
Esc.
Despesas Bancárias
7.826
Esc.
     
Total das Despesas
3.508.824
Esc.


Relatório de Actividade
Ano de 2000 | Ano de 2001 | Ano de 2002